Publicado por: tripnoronha | maio 18, 2012

Fonte: Projeto Tamar (http://www.tamar.com.br/noticia1.php?cod=357)

Uma nova modalidade de turismo tem atraído a atenção dos visitantes de Fernando de Noronha/PE para a importância da conservação das espécies marinhas e ajudado a pesquisa desenvolvida pelo Tamar. Uma parceria com o Projeto NAVI (Natureza Viva), desde o início de 2012, tem dado aos turistas a oportunidade de participar da coleta de informações que busca estimar a quantidade de tartarugas que vivem no arquipélago e conhecer mais sobre seu comportamento.

A NAVI é uma embarcação de origem soviética, com uma lente no casco, que permite ver o fundo do mar. Num lugar famoso pela transparência de suas águas e natureza exuberante, verdadeiro laboratório a céu aberto, até 30 passageiros têm contato com o mundo subaquático sem se molhar. No passeio que é conduzido por um guia com experiência em biologia marinha e simula uma expedição oceanográfica, os passageiros recebem uma tabela de identificação de espécies para marcar os animais visualizados. O Tamar desenvolveu um método, aplicado durante as saídas turísticas da NAVI, para coleta de dados para pesquisa e permitir classificar tamanhos, espécies, comportamento e tipo de fundo em que estavam.

Até o final de março/2012 já foram acompanhadas 21 operações, totalizando 14 horas e 32 minutos de amostragem em 11 áreas, 53 tartarugas observadas, sendo 39 tartarugas-verdes, 10 de-pente e 4 com a espécie não identificada, indicando que nas águas do arquipélago há uma proporção de 4 tartarugas-verdes para cada tartaruga-de-pente. Para se chegar a uma conclusão fundamentada sobre a questão da quantidade de tartarugas que habitam a região serão necessários anos de amostragem em diversas praias.

Como explica o coordenador das bases de Pernambuco e Rio Grande do Norte, Armando Barsante, o turismo de experiência é um interessante instrumento de sensibilização e educação ambiental, o que no Tamar de Noronha também proporciona ao visitante participar de atividades de campo como presenciar o nascimento dos filhotes, o programa de marcação e recaptura, e o monitoramento noturno das praias. O Tamar realiza estudos na ilha desde 1984.

Publicado por: tripnoronha | maio 3, 2012

Acessibilidade e Sustentabilidade em Fernando de Noronha

Como vocês já devem saber, o Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha está sob nova administração. A EcoNoronha, filial da Cataratas do Iguaçú S/A com todo seu know-how adquiridos nos 11 anos de experiencia em gestão ambientalmente correta chega à Fernando de Noronha com muitos planos e já começa a mostrar resultados.

Parnamar Fernando de Noronha

Passarela de acesso ao Mirante dos Golfinhos.

A foto acima mostra a passarela suspensa de aproximadamente 1.000 metros que leva até a Mirante da Baia dos Golfinhos.
Feita de “madeira sintetica”, com 1,50 m de largura, a nova passarela dá uma melhor visão e também maior segurança ao turista. Além de tornar possível a visitação de pessoas com dificuldade de locomoção e cadeirantes.

Parnamar Fernando de Noronha

Passarela de acesso ao Mirante dos Golfinhos.

Toda a parte estrutural é de fabricação nacional, as tabuas anti-derrapantes são importadas.

Parnamar Fernando de Noronha

Mirante dos Golfinhos.

Parnamar Fernando de Noronha

Mirante dos Golfinhos.

Parnamar Fernando de Noronha

Mirante dos Golfinhos.

 

Após a conclusão desta etapa, será construida a passarela de acesso ao Sancho e a continuaçao até o mirante da Baia dos Porcos.

Veja abaixo as 3 primeiras fases do projeto e acompanhe aqui futuramente o desenvolvimento das mesmas.

 

1ª Fase: Neste primeiro momento serão construídos os PICs do Golfinho; do Sueste, que também contará com um deck para observação; do Leão, que terá um mirante; e a trilha do Golfinho. Esta fase terá início em fevereiro e tem previsão de término em seis meses.

2ª Fase: Neste período serão realizadas a obra da Sede Administrativa, o PIC e trilha do Atalaia. Esta fase também deve durar seis meses e iniciará após o término da 1ª fase.

3ª Fase: Compreende a revitalização do Centro de Visitantes, onde será montada a Exposição Ambiental. Além disso, a praça central também será revitalizada. Para esta fase, é necessário, primeiro, que o ICMBio finalize as reformas básicas do Centro de Visitantes.

Fotos: Patrick Muller / Atlantis Divers

Publicado por: tripnoronha | março 27, 2012

Começa hoje Festival Pernambuco Restaurant Week

Publicada em 26/3/2012 15:55:00 - http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/destinos/comeca-hoje-festival-pernambuco-restaurant-week_76789.html?pesquisa=1

Começou hoje – e segue até 15 de abril – o Festival Pernambuco Restaurant Week 2012. Nesta edição, o evento chegou pela primeira vez ao Sertão do Estado, com a inclusão de um restaurante de Petrolina. Além da casa sertaneja, integram o festival restaurantes de Recife, Olinda, Fernando de Noronha, Porto de Galinhas e Gravatá. O Pernambuco Restaurant Week tem patrocínio da Prefeitura de Recife, por meio da Secretaria de Turismo.

“Essa expansão geográfica é o início da construção de um roteiro gastronômico dentro do Estado. Escolhemos casas que representam a gastronomia de cada região de modo a realizarmos um estudo de um novo modelo do Restaurante Week no Brasil, que deverá começar por Pernambuco”, destacou o coordenador do festival, Leonardo Barbosa.

Os clientes das 48 casas que integram o Festival têm a sua disponibilidade menus com opções de entrada, prato principal e sobremesa, aos preços fixos de R$ 32,90 (almoço) e R$ 44,90 (jantar).

festival também cumpre um importante papel social. Todos os restaurantes participantes se comprometeram a transferir para uma instituição social R$ 1 a cada menu vendido. Este ano a instituição escolhida foi a Orquestra Criança Cidadã Meninos do Coque, que atende gratuitamente a 130 jovens, entre 4 e 19 anos. É importante destacar que a contribuição do cliente já está inclusa no preço dos pratos.

Mais informações e a relação dos restaurantes participantes no site www.restaurantweek.com.br.

Publicado por: tripnoronha | março 13, 2012

Fernando de Noronha em promoção por tempo limitado!

Com a baixa temporada chegando as pousadas e cias aéreas começam lançar suas promoções.

Aproveite, agora é a hora de comprar seu tão sonhado pacote para Fernando de Noronha.

A Trip Noronha está com pacotes à partir de R$1425,00 por pessoa com saída de São Paulo.

Veja algumas opções abaixo:

Pacote promocional para Fernando de Noronha

Pacote promocional para Fernando de Noronha

Promoção para Baixa Temporada 2012
Saídas diárias de São Paulo
(de março a junho – exceto feriados)

Fernando de Noronha

Trecho aéreo São Paulo / Noronha / São Paulo
Transfer in / out aeroporto – pousada
03 noites de hospedagem com café da manhã
Seguro Viagem

Obs.: Consulte saídas de outras cidades.

Formas de pagamento:
- `A Vista com 5% de desconto.
- Entrada de 40% e saldo em ate 6 x no VISA ou AMEX.
- Entrada de 30% e saldo em ate 6 x no cheque ou boleto.

POUSADA NORONHA SOL E MAR
Apto Duplo
Apto Single

R$1.425,00
Noite extra:
R$100,00

R$1.680,00
Noite extra: R$130,00

POUSADA DOS CORAIS
Apto Duplo
Apto Single

R$1.665,00
Noite extra:
R$125,00

R$1.850,00
Noite extra: R$185,00

POUSADA LENDA DAS ÁGUAS
Apto Duplo
Apto Single

Colina dos Ventos
R$1.645,00
Noite extra:
R$115,00

R$1.795,00
Noite extra: R$165,00

POUSADA DEL MARES
Apto Duplo
Apto Single

R$1.705,00
Noite extra:
R$135,00

R$1.965,00
Noite extra: R$225,00

Valores de noite extra por pessoa. 
Tarifas sujeitas a
 alteção e disponibilidade no ato da reserva.
Publicado por: tripnoronha | março 12, 2012

Parque em Noronha (PE) terá trilha com acessibilidade

Parque em Noronha (PE) terá trilha com acessibilidade.

As obras no Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha, em Pernambuco, já foram iniciadas. O primeiro trabalho que está sendo realizado é a construção da trilha suspensa com acessibilidade que irá ligar o Posto de Informação e Controle (Pic) do Golfinho Sancho, até o Mirante dos Golfinhos. Todos os materiais utilizados para a obra são ecologicamente sustentáveis, reduzindo o impacto ambiental.

“Entre os materiais está sendo utilizada a madeira biossintética, desenvolvida a partir de plástico reciclado”, explica o gerente local da EcoNoronha, empresa responsável pela administração dos visitantes no Parque de Fernando de Noronha, Pablo Mórbis. Em 45 dias, está previsto também o início das obras dos Pic do Golfinho Sancho e do Sueste.

Nos Pic será construída uma estrutura que proporcionará ao turista mais qualidade, com direito a estacionamento, sanitários, duchas, guarda-volume, locação de bicicleta para passeio, equipamentos de mergulho livre (snorkel, máscara e nadadeiras), mapas, lanchonete e loja de suvenires.

Fonte: Panrotas (http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/destinos/parque-em-noronha-pe-tera-trilha-com-acessibilidade-_76277.html?pesquisa=1)

Publicado por: tripnoronha | março 7, 2012

Festival Cultural de Imagens Subaquáticas em Fernando de Noronha

Fernando de Noronha receberá o Festival no período de 25 de Março até 10 de Abril.

Espalhado por diversos pontos da ilha, os turistas e moradores poderão ver os trabalhos realizados por 11 dos mais renomado fotógrafos e cinegrafistas sub brasileiros.

Simultaneamente ao Festival, ocorre também o Campeonato Brasileiro de Fotografia Subaquática, disputado por 20 fotógrafos.

“O intuito do evento é ampliar a cultura subaquática, sua beleza e a importância da conservação e cuidado com o Meio Ambiente. Estamos muito orgulhosos de poder trazer este time tão seleto de profissionais e oferecer aos amantes da natureza uma oportunidade de conhecer melhor a vida marinha”, comentam Ana Carolina Xavier e Fernando Clark, da Cultura Sub Editora.

Publicado por: tripnoronha | fevereiro 16, 2012

Fernando de Noronha terá subsolo marinho mapeado

Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR 
15/02/2012 | 17h53 | Arquipélago

Fundo do mar em Fernando de Noronha. Créditos: Pedro Paulo Capelossi

Fundo do mar em Fernando de Noronha. Créditos: Pedro Paulo Capelossi

O subsolo marinho de Fernando de Noronha será mapeado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM), que prepara uma expedição prevista para começar em abril. O estudo faz parte do programa de Geologia Marinha, voltado a avaliar o potencial mineral e científico da Plataforma Continental Jurídica Brasileira. Além de atualizar os dados da área acima da superfície, o levantamento vai detalhar, pela primeira vez, as formações geológicas da parte submersa.

A batimetria (medição da profundidade) já foi realizada através de de uma inovadora tecnologia a laser. “Também serão realizados mergulhos em pontos estratégicos para coletar amostras de rochas e sedimentos do fundo do mar”, explica a geóloga Hortência Maria Barboza de Assis, da Superintendência Regional de Recife, que coordena a pesquisa.

De acordo com a geóloga, os pesquisadores vão fotografar e gravar imagens do fundo do oceano para compreender melhor os processos morfodinâmicos.”Os resultados desses estudos irão servir de base para aprimoramento de políticas de desenvolvimento sustentável da região”, avalia. O projeto foi aprovado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente.

Publicado por: tripnoronha | fevereiro 15, 2012

Em época de reprodução, tubarões estão mais frequentes em Noronha

Fonte: Portal G1 - 14/02/2012 08h26 - Atualizado em 14/02/2012 08h26
Ana Clara Marinho Da Globo Nordeste
http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2012/02/em-epoca-de-reproducao-tubaroes-estao-mais-frequentes-em-noronha.html 

Praias da Caieira e do Sancho têm concentrado a presença dos animais.

Machos e fêmeas da espécie limão se aproximam da costa para copular.

Quem mergulhar em Fernando de Noronha até o início de março deve ter mais facilidade de dar de cara com um tubarão. É que os animais da espécie limão estão em pleno período de reprodução, e nessa época, as fêmeas têm se aproximado das praias para copular. Diretor do Museu do Tubarão, o engenheiro de pesca Leonardo Veras pesquisa o comportamento dos limões há sete anos e intensificou os mergulhos diários para o registro fotográfico da temporada. A maior parte da pesquisa para observação foi feita na região da Praia da Caieira, uma das mais selvagens da ilha, mas registros também ocorreram na Praia do Sancho.

Tubarão limão na Praia do Sancho (Foto: Leonardo Veras / Museu do Tubarão)Presença do tubarão da espécie limão está mais recorrente nas praias de Fernando de Noronha (Foto: Leonardo Veras / Museu do Tubarão)

Nos últimos dias, o pesquisador chegou a contabilizar dez tubarões no Sancho, que faz parte do Parque Nacional Marinho, e é considerada uma das praias mais bonitas do arquipélago. Segundo Veras, o horário mais apropriado para encontrar os tubarões limão é no início da manhã. “É comum o visitante entrar no mar com tubarões e nem notar. Na verdade, são animais muito tímidos e, quando percebem a presença humana, vão embora antes de entrar no alcance visual das pessoas”, detalha Veras.

Segundo o pesquisador, na ilha, os tubarões estão bem alimentados e não veem os seres humanos como refeição. A dica é deixá-los em paz, ele avisa. “Em Fernando de Noronha não temos registro de ataques. Para se aproximar dos tubarões limão, é necessário utilizar técnicas de mergulho não invasivo [silencioso] e todo mergulhador deve estar ciente dos limites para não importunar o animal” , explica Veras. Ele recomenda que o mergulhador nunca tente tocar em um tubarão ou persegui-lo. Também é importante evitar se posicionar de forma ameaçadora, deixando o animal encurralado.

Veras também diz que as pessoas não devem carregar iscas durante o mergulho, nem tentar atrair os tubarões com alimentos. Os animais são selvagens, alimentá-los pode alterar seu comportamento diante da presença humana e a rotina de predação. Outra regra que deve ser seguida é nunca mergulhar sem companhia – o ideal, na verdade, é contratar um mergulhador credenciado. Além da segurança, o guia deve proporcionar um mergulho mais rico, já que tem conhecimento das particularidades da região.

‘Sexo animal
Ao longo das observações, Leonardo Veras constatou que o sexo entre os tubarões deixa muitas marcas. “A fecundação é interna e o macho costuma morder a fêmea para consumar o ato”, explica o pesquisador. Veras diz que o sexo selvagem demora horas: da corte até a penetração, são feitas muitas tentativas e o tubarão encurrala a parceira, geralmente em águas rasas – o que pode se realizar na beira da praia. O ‘namoro’ acontece à noite e no início da manhã.

As fêmeas variam de 2,30m a 3m de comprimento. Elas são cortejadas por vários machos e a gestação é de 11 meses. A temporada de nascimento começa em outubro e segue até março, período em que Fernando de Noronha se transforma em maternidade para a espécie. Logo após o nascimento, os filhotes são abandonados pela mãe.

Os tubarõezinhos precisam aprender na prática a pescar para se alimentar. “A primeira refeição é a missão mais difícil dos filhotes”, afirma Leonardo Veras. É que eles ainda enfrentam o “fogo amigo”, ou melhor, irmão, porque os maiores predadores dos tubarões são os próprios tubarões. Os irmãos mais velhos costumam comer os mais jovens. “A vida na natureza não é fácil. É matar ou morrer”, resume o estudioso.

Os tubarões limão estão na lista das espécies ameaçadas de extinção. Eles são protegidos por lei e a pesca é proibida. Os pesquisadores consideram que a população de Fernando de Noronha é saudável. Ao longo dos últimos anos, tem sido mais comum encontrar os limões nas praias da ilha.

Tubarão limão na Praia do Sancho (Foto: Leonardo Veras / Museu do Tubarão)Nesta época, fêmeas se aproximam da costa para copular; praias de Noronha são cenários do ‘namoro’  (Foto: Leonardo Veras / Museu do Tubarão)
Publicado por: tripnoronha | fevereiro 7, 2012

Tartaruga verde faz desova inédita em praia de Fernando de Noronha

Fonte: http://g1.globo.com

Em 28 anos, é o primeiro registro do Projeto Tamar na Baía do Sueste.
Normalmente, área é usada pela espécie para alimentação.

Um registro inédito de desova de tartarugas marinhas em Fernando de Noronha está sendo comemorado pelos pesquisadores do Projeto Tamar. Nesta temporada, uma fêmea da espécieChelonia mydas, conhecida popularmente com tartaruga verde, fez a desova na Baía do Sueste. Em 28 anos de trabalho de preservação na ilha, é a primeira vez que o Tamar constata desova nessa área, normalmente usada pela espécie para alimentação.

Rastro de desova de tartaruga verde na Baía do Sueste, em Fernando de Noronha (Foto: Divulgação / Projeto Tamar)Rastro de tartaruga verde que desovou na Baía do Sueste, em Noronha (Foto: Divulgação / Projeto Tamar)

A desova é motivo de surpresa para os estudiosos. “Isso pode representar que novas praias estão sendo utilizadas pelas tartarugas para depositar os ninhos”, avalia Armando Santos, coordenador do Projeto Tamar em Noronha. Em 2012, o primeiro ninho da Baía do Sueste foi encontrado dia 18 de janeiro. Os biólogos acreditavam que a tartaruga pudesse ter confundido o Sueste com a vizinha, Praia do Leão, local onde ocorrem 80% das desovas em Noronha. No último final de semana (da sexta, 3, para o sábado, 4), a tartaruga voltou ao Sueste e fez o segundo ninho. A repetição é um indício que aquela é mesmo a praia escolhida pelo animal para o nascimento dos filhotes.

No Sueste são encontradas com facilidade tartarugas juvenis verdes e de pente, Eretmochelys imbricata. As tartarugas costumam voltar ao local onde nasceram para fazer os ninhos. Numa temporada, uma fêmea pode fazer de seis a 11 desovas e, em cada uma delas, colocar cerca de 120 ovos, que levam, em média, 50 dias para eclodir. O registro inédito pode representar que a espécie tem sentido mais segurança na região.

Ninho de tartaruga verde na Praia do Leão, em Fernando de Noronha (Foto: Divulgação / Projeto Tamar)Ninho de tartaruga verde na Praia do Leão, em
Noronha (Foto: Divulgação / Projeto Tamar)

Ninhos em outras praias
Ao longo os últimos anos, novas praias da ilha estão recebendo ninhos. As praias da Conceição e Atalaia, onde o fato também não é comum, entraram no roteiro das tartarugas verdes. Este ano foi encontrado um rastro na Praia da Caieira, mas a fêmea só fez a chamada “meia lua”, quando vai ao local mas não deposita os ovos. A área está sob observação dos pesquisadores. Em 2003, foi registrada uma desova na Caieira.

A temporada de reprodução em Fernando de Noronha começou no dia 27 de dezembro de 2011, quando foi registrada a primeira desova. As fêmeas devem colocar os ovos até o mês de maio, e as aberturas de ninhos acontecem até julho. Na temporada 2010/2011, foram registrados 77 ninhos, feitos por nove tartarugas.

No passado, esses animais eram caçados em Fernando de Noronha para o consumo da carne e utilização das carapaças para fabricação de objetos. Com as pesquisas e monitoramento do Projeto Tamar, a presença desses animais tem se ampliado ao longo dos anos. Em quase três décadas de trabalho, o Tamar já fez quatro mil capturas da espécie para marcação, pesagem e coleta de dados. Só no ano passado, foram registrados 583 animais, o que facilita o acompanhamento da evolução da espécie. As desovas inéditas em Noronha estão sendo festejadas pelos pesquisadores. “Estamos muito felizes. Isso é uma prova de que o trabalho que realizamos tem surtido efeito” , comemora o coordenador Armando Santos.

Pesquisador do Projeto Tamar coloca estaca de demarcação em ninho de tartaruga, na Baía do Sueste (Foto: Divulgação / Projeto Tamar)Pesquisador coloca estaca de demarcação em ninho de tartaruga, na Baía do Sueste (Foto: Divulgação / Projeto Tamar)
Publicado por: tripnoronha | fevereiro 2, 2012

Tudo pronto para o WQS 2012 em Fernando de Noronha!

Surfistas de 16 países no Hang Loose Pro em Fernando de Noronha

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America – joao@aspsouthamerica.com.br

O Arquipélago de Fernando de Noronha já começa a viver o clima do maior evento esportivo da ilha e do estado de Pernambuco. Grandes estrelas do surfe mundial vão iniciar a temporada 2012 pelo Hang Loose Pro Contest, que completa seu 26.o aniversário na próxima semana, dias 07 a 12, nos tubos cristalinos da Cacimba do Padre. O limite de 96 participantes foi rapidamente preenchido e a maioria dos inscritos é de surfistas estrangeiros, 52 contra 44 brasileiros. Esta é a primeira etapa do ASP World Prime de 250 mil dólares do ano e o seu resultado vai apontar os líderes do ranking qualificatório para a divisão de elite do ASP Tour.

A grande sensação do esporte no ano passado, Gabriel Medina, 18 anos, é o cabeça de chave número 1 do Hang Loose Pro Contest 2012. Ele entrou no grupo dos top-34 do Dream Tour no ano passado e conquistou duas vitórias nas quatro primeiras etapas que disputou, feito que nem o onze vezes campeão mundial Kelly Slater conseguiu em seu início de carreira na ASP. O surfista da Praia de Maresias, São Sebastião (SP), já participou do evento mais tradicional da América Latina três vezes, mas nunca com tanto prestígio como nesta temporada.

Gabriel Medina. (Crédito: Daniel Smorigo / ASP South America)

Outro brasileiro da nova geração se destaca entre os participantes, o catarinense Alejo Muniz, 21 anos, que venceu o Hang Loose Pro Contest no ano passado e vai tentar um bicampeonato que ninguém conseguiu nas doze edições em Fernando de Noronha. Além dele, também poderão conquistar um inédito segundo título no arquipélago pernambucano o norte-americano C. J. Hobgood (campeão em 2010), o carioca Raoni Monteiro (2008), o espanhol Aritz Aranburu (2007) e o catarinense Jean da Silva (2006).

Os gêmeos C. J. e Damien Hobgood são as principais atrações internacionais e comandam o maior pelotão estrangeiro no Hang Loose Pro Contest 2012. Os Estados Unidos participam com quatorze atletas, sem contar os doze havaianos que representam as ilhas no ASP World Tour. Surfistas de mais treze países estarão em Noronha esse ano: Austrália (5), França (5), Espanha (3), Alemanha (2), Nova Zelândia (2), Argentina (2), África do Sul (1), Taiti (1), Peru (1), Porto Rico (1), Ilhas Canárias (1) e das ilhas francesas Reunião (1) e Guadalupe (1).

TRIAGEM NO FIM DE SEMANA – Apesar do prazo da batalha pelos 6.500 pontos do Hang Loose Pro Contest começar só na terça-feira, já haverá competição neste fim de semana em Fernando de Noronha. Com o número de participantes reduzido para 96 surfistas, foram reservadas duas vagas para serem disputadas por 48 atletas que não fizeram parte do grupo dos 88 com participação garantida pelo ranking mundial. Serão classificados pela triagem os dois primeiros colocados na competição que vai agitar a Cacimba do Padre no sábado e domingo.

CONVIDADOS ESPECIAIS – Os organizadores do evento mais antigo da América Latina, que estreou em 1986 em Florianópolis (SC) e passou pelo Guarujá (SP), Ipojuca (PE), Cabo de Santo Agostinho (PE) e São Sebastião (SP), até aportar em Fernando de Noronha (PE) no ano 2000, têm direito a indicar seis convidados. Os da Hang Loose serão Fábio Gouveia e o seu filho, Ian, além do surfista do arquipélago mais bem colocado na triagem.

Já a ASP South America sempre utiliza um critério técnico, oferecendo seus convites para os próximos que ficaram de fora da lista dos 88 com presença confirmada pelo ranking mundial. A novidade para este ano foi a de separar uma vaga para o melhor noronhense no ASP World Ranking, que ficou para Patrick Tamberg. Os outros selecionados foram o paulista Renato Galvão e o pernambucano Alan Donato.

PREOCUPAÇÃO AMBIENTAL – A estrutura do Hang Loose Pro Contest já está sendo instalada na Cacimba do Padre, sempre seguindo as orientações do IBAMA e do Projeto TAMAR, responsáveis pela proteção ambiental em Fernando de Noronha. Ao longo dos anos, a Hang Loose vem apoiando iniciativas de preservação ecológica e educação ambiental na ilha. A produção é cuidadosa, pois a Cacimba do Padre é uma das principais praias de desova das tartarugas marinhas.

Visando o menor impacto possível ao meio-ambiente, o palanque é construído com o tamanho mínimo necessário para o trabalho dos juízes e do “staff” técnico do evento, além do sistema de computação e da transmissão ao vivo pela internet. A estrutura é elevada e até as cores são escolhidas para não ofuscar a visão dos animais. Também é necessária a conscientização de todos para obedecerem o horário determinado para a presença de pessoas na praia ou no mar na Cacimba do Padre, até 5 da tarde.

O Hang Loose Pro Contest é homologado pela ASP South America e abre o ASP World Prime 2012 de 6.500 pontos distribuindo 250.000 dólares aos 96 participantes, com patrocínio da Hang Loose e a importante parceria do Governo do Estado de Pernambuco, através da EMPETUR – Secretaria de Turismo, da Administração de Fernando de Noronha e do Projeto Tamar; co-patrocínio das lojas Overboard, Bleat, Hot Water, Central Surf, Sthill, WQSurf, Tent Beach, Star Surf, Supertubes, K&K, Cut Wave e Red Beach. O evento conta com apoio da Federação Pernambucana de Surf, Associação Nordestina de Surf (ANS), Amazoo Açaí e da Revista Fluir e site Waves.

FOTO: Gabriel Medina no ano passado. (Crédito: Daniel Smorigo / ASP South America)

DESTAQUES DOS DEZESSEIS PAÍSES DO HANG LOOSE PRO CONTEST 2012:
BRASIL – 42 atletas com os 3 da triagem – os tops da atual elite dos Top-34 do Dream Tour: Gabriel Medina (SP), Alejo Muniz (SC), Heitor Alves (CE), Miguel Pupo (SP) e Raoni Monteiro (RJ)
ESTADOS UNIDOS – 14 – os gêmeos C. J. e Damien Hobgood e o ex-top Tanner Gudauskas
HAVAÍ – 12 – Fredrick Patacchia e Granger Larsen
AUSTRALIA – 05 – o vice-campeão do Hang Loose no ano passado, Dion Atkinson
FRANÇA – 05 – o top da elite, Jeremy Flores
ESPANHA – 03 – o campeão do Hang Loose 2007, Aritz Aranburu, do País Basco
NOVA ZELÂNDIA – 02 – Jay Quinn e Richard Christie
ALEMANHA – 02 – Marlon Lipke e Nic Von Rupp
ARGENTINA – 02 – Leandro Usuña e Santiago Muniz
ÁFRICA DO SUL – 01 – Shaun Joubert
TAITI – 01 – Alain Riou
PERU – 01 – Gabriel Villarán
PORTO RICO – 01 – Brian Toth
ILHAS CANÁRIAS – 01 – Jonathan Gonzalez
ILHA REUNIÃO – 01 – Adrien Toyon
ILHA GUADALUPE – 01 – Charles Martin

GALERIA DOS CAMPEÕES DO HANG LOOSE PRO CONTEST
2.011 – Alejo Muniz (SC) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.010 – C. J. Hobgood (EUA) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.009 – Bruno Santos (RJ) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.008 – Raoni Monteiro (RJ) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.007 – Aritz Aranburu (ESP) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.006 – Jean da Silva (SC) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.005 – Bobby Martinez (EUA) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.004 – Warwick Wright (AFR) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.003 – Neco Padaratz (SC) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.002 – Victor Ribas (RJ) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.001 – Fábio Silva (CE) – Cacimba e finais no Abras, Fernando de Noronha (PE)
2.000 – Guilherme Herdy (RJ) – Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
2.000 – Crhistiano Spirro (BA) – Praia de Maresias, São Sebastião (SP)
1.999 – Richard Lovett (AUS) – Baía de Maracaípe, Ipojuca (PE)
1.999 – Peterson Rosa (PR) – Praia de Maresias, São Sebastião (SP)
1.998 – Armando Daltro (BA) – Gaibú, Cabo de Santo Agostinho (PE)
1.997 – Marcelo Nunes (RN) – Baía de Maracaípe, Ipojuca (PE)
1.996 – Fábio Silva (CE) – Baía de Maracaípe, Ipojuca (PE)
1.995 – Peterson Rosa (PR) – Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1.994 – Matt Hoy (AUS) – Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1.993 – Joey Jenkins (EUA) – Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1.992 – Nicky Wood (AUS) – Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1.991 – Nicky Wood (AUS) – Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1.990 – Fábio Gouveia (PB) – Praia das Pitangueiras, Guarujá (SP)
1.989 – Glen Winton (AUS) – Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)
1.988 – Tom Carroll (AUS) – Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)
1.987 – Tom Carroll (AUS) – Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)
1.986 – Dave Macaulay (AUS) – Praia da Joaquina, Florianópolis (SC)

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America – joao@aspsouthamerica.com.br

Older Posts »

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.